24 jun 2015 06h37Atualizado em 24 jun 2015 09h11

HURSO orienta sobre proteção auditiva

BARRADOS
Em nossa vida diária, em casa, no trabalho, viajando ou nos divertindo, existem inúmeras situações nas quais estamos expostos ao ruído. O trabalho, em alguns casos, se apresenta como a situação mais perigosa em função das muitas máquinas e equipamentos ruidosos existentes, e o longo tempo que passamos sob estas condições.

De acordo com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) o ruído contínuo e excessivo pode causar, com o passar do tempo, a perda da audição. Com isto, deixamos de desfrutar de muitos prazeres da vida. “O alto volume das caixas de som, com recente hábito de escutar música em volume excessivo com fones de ouvido e o local ruidoso no trabalho são alguns dos motivos que nos levam, com o tempo, a perder a sensibilidade da audição e a sentir necessidade de aumentar o volume da TV ou de pedir aos amigos para que falem mais alto, pois não estamos ouvindo aquilo que eles dizem”, exemplifica Muriel Peter engenheiro do Trabalho e responsável pelo SESMT.

Baseado nestes fatores, o Hospital de Urgências da Região Sudoeste (HURSO), de Santa Helena de Goiás, através de seu setor SESMT promoveu o Treinamento de Proteção Auditiva para alguns de seus colaboradores.

O Treinamento aconteceu entre os dias 09 e 11/06 para os colaboradores das seguintes unidades de serviço: manutenção e CME. Seu o objetivo foi oferecer a eles melhor qualidade de vida no trabalho e fora dele, com orientação e conscientização sobre a importância de se fazer a proteção auditiva.

Durante a apresentação foram mostrados fatores que influenciam os riscos de ocorrer perda auditiva, como tempo de exposição ao ruído, tipos de ruído, intensidade, distância da fonte ruidosa: (quanto mais próximo, maior o perigo) e sensibilidade individual. “Os colaboradores puderam conhecer sobre os efeitos do ruído no organismo que vão desde impotência sexual e mudança no ciclo menstrual, insônia, ansiedade, zumbidos no ouvido e contrações nos músculos e finalizando com exemplificações dos efeitos do ruído no trabalho que vão desde a perda na concentração, problemas na comunicação, desconforto e cansaço, nervosismo, baixo rendimento e consequentemente, acidentes”, descreveu Muriel.

© 2015 - Barrados.net - Todos Direitos Reservados. by #mndti